Véspera de Natal (#2)

Olá meninas! Sei que este post já deveria ter sido feito, porém eu estava MUITO cansada, já que entrei de férias no dia 21, então foi algo muito agitado pra mim, quando eu dormia parecia que não ia acordar mais >.<

Este post é somente sobre o dia 24, a virada. O look do 25 será em outro post.

virada natal 01A maquiagem dos olhos foi um verde com bronze, mas as fotos ficaram tão ruins que farei ele novamente para por aqui no blog. O meu cabelo “de sempre” com um lacinho de couro do lado direito, o oposto da franja.

virada natal 02 Este foi o look que eu escolhi. Uma bolsa preta simples, o relógio que eu mais gosto (ele vai aparecer muitas vezes aqui), vestido preto de malha bem confortável e sapato baixo, pra não cansar.

virada natal 03 Nas unhas eu usei o Obscessão, da Risqué. A primeira imagem é do detalhe do sapato e a segunda é do meu relógio (que misteriosamente saiu o H do “Touth”).

virada natal 04 No amigo oculto ganhei esta bolsa super fofa que eu amei :3  Farei um post separado só pra ela 😉

virada natal 05 E este é o cupcake feito pela minha mãe com minha ajuda e que estava delicioso!

E então, como foi a virada de vocês? Ganharam alguns quilinhos ou estão sossegadas? Respondam nos comentários! o/

Anúncios

Arte de 2011 (com a Mochi)

Domingo minha amiga Mochi me lembrou que em 2011, pintei a parte de baixo do cabelo dela de vermelho e me mandou duas fotos. Juro que havia esquecido disso! Olhem só como havia ficado.

O vermelho foi bem embaixo mesmo, um dedo a grossura da mexa, no máximo. Pra colorir o cabelo foi usado o tonalizante Majicontrast, da L’Oréal sem água oxigenada, mas lembrando que a Mochi é loira.

Nessa foto dá pra ver que o vermelho é bem intenso e forte, e lembrando que ele foi aplicado puro.

Se eu achar mais alguma foto de “arte capilar” que fiz em minhas amigas, prometo postar aqui 😀

Enfim cortei a franja!

Quem me conhece sabe que não gosto de franjão e nem de franja certinha na sobrancelha (muito menos acima dela), mas sim no meio termo. Não estava afim de ir no salão (preguiça infinita), então decidi cortar em casa. Como só sabia fazer o corte que deixa ela curvada, fiz este mesmo, mas na próxima vez tentarei farei reto.

Queria ter feito tutorial em vídeo, mas na hora de filmar, ao invés de programar a câmera para ela filmar, eu acidentalmente burramente deixei no modo de foto e na hora do play, tirei uma foto ao invés de gravar o vídeo =(   Na próxima vez faço certo.

Fotos do antes e depois:

Só pra constar, no “Depois”  o corte da franja está igual em ambos os lados, mas a chapinha ergueu algumas pontas, fazendo elas parecerem mais curtas.

Por hora é isso, mas prometo fazer um tutorial em vídeo da próxima vez 😉

Ampola Óleo de Argan

Sem mais delongas, a ampola de árgan que prometi fazer resenha neste post aqui.

Eu uso ele do mesmo modo que uso o de vitaminas A + E + B5, então não vou escrever tudo aquilo de novo (só ler naquele post).

Ele é muito bom para cabelos ressecados, sem vida, daqueles que dá até agonia de encostar de tão desidratado.

O preço também foi 2 reais e vale muito a pena mesmo! Vou virar a rainha das ampolas, hahahaha! 😀

Em breve farei resenha de outros tipos de ampola.

Ampola Vitaminas A + E + B5

Antes de me tornar “meio ruiva”, estava eu tentando entender meu cabelo. Lavava ele regularmente, utilizava cremes, hidratantes, então por que tão ressecado? Passei em frente a uma farmácia, que fica dentro do mercado onde eu estava e me lembrei que foi lá onde comprei minha ampola de Vitamina A, então imaginei que houvessem outros tipos de ampola.

Comprei esta que é 3 em 1 e uma de Óleo de Argan (postarei sobre ela amanhã).

Na embalagem diz: Devolve a maciez e força regenerando e hidratando os fios.

Ela deve ser agitada bem antes do uso, já que é bifásica e também possui várias maneiras de uso. Na embalagem indica passar ela inteira no cabelo e não enxaguar, mas eu acho isso muito nojento e uso ela de suas maneiras: Misturando em cremes de enxague, para pentear, shampoos e condicionador ou usando ela pura, mas em gotas.

Caso você queira misturar em algo, use 1/4 de ampola para 200ml de produto (shampoo, cremes, etc) e para passa-la pura no cabelo, coloque 2 a 3 gotas em sua mão, espalhe e aplique no cabelo, principalmente nas pontas.

Se recomendo? Muito! Esta ampola e a de Óleo de Argan custam 2 reais cada e fazem muito mais que vários cremes caros. Uma coisa que eu fiz é misturar um pouco de cada em um creme “vagabundo” (não fazia nada no cabelo) pra facilitar no uso.

Comprei mais ampolas e em breve farei resenha delas!

Diário de uma ruiva – Parte 1

Olá meninas! Se segurem, pois este post será longo. Desde os 12 anos coloquei na cabeça que queria ser ruiva. Motivo? Não sei exatamente… Aos 16, lá fui eu tentar ser ruiva! Usei a tinta Majicontrast da L’Oréal, cor Vermelho com água oxigenada da Yama 30 volumes.

Misturei a proporção indicada pela embalagem, que é 100ml pra cada 50g de tinta, e lá fui eu! Diga-se de passagem que acho a tinta misturada lindíssima! Dá vontade de comer, é sério! *–*

Bem, a história do meu cabelo é a seguinte: Pintei ele de preto azulado até o meio de 2011 e em outubro fiz esta arte aqui, e a parte descolorida ficou até hoje, embora eu não tenha feito mais manutenção nela. Resumidamente, meu cabelo é castanho natural na raíz, preto azulado no comprimento e com partes descoloridas embaixo.

Foto do antes e depois do meu cabelo (no depois ele ta com uma chapinha mal feita, por isso está estranho).

Nem preciso comentar que ele não fez nada com o preto, né?! xD Admito que quando vi meu cabelo, fiquei com a mesma cara daquele meme “OH GOD, WHY?”, mas depois de secar e fazer uma devida chapinha (após esta foto), comecei a observa-lo e vi que não ficou de todo ruim.

Na raíz ele pegou super bem, o que eu achei explêndido (considerando que não usei descolorante algum).

A raíz antes, que é castanha mas ficou meio azulada na foto (ok, né…), e eu havia deixado o cabelo uns 3 dias sem lavar, pra não correr risco de haver alguma irritação na raíz, e a segunda foto é do vermelhão super lindo que ficou na raiz *–* Queria que tivesse ficado assim no meu cabelo todo, mas o preto azulado (idiota) não deixou T.T

Arrumei o cabelo e lá fui eu tirar fotos dele, e olhem só, acabei gostando do resultado!

Parece intencional, não? Postei fotos meu Facebook pessoal e várias pessoas vieram me perguntar como eu havia feito isso, pois não tinha cara de acidente. Somente a parte natural ficou com o tom de ruivo que eu queria, o preto nem se mexeu.

Eu tinha uma parte descolorida no cabelo desta época e a tinta ficou MUITO LEGAL nesta parte! Parece cor fantasia, sabe? Um vermelho super forte, brilhante, parece até que vai brilhar no escuro, hahaha! Amei mesmo a cor!

A foto não está com uma iluminação magnífica, mas dá pra perceber que este vermelho ficou bem com cara de cor fantasia mesmo. Relembrando que esta parte estava descolorida em um tom de laranja.

Mais uma foto do fail xD

Tirei esta ultima foto somente pra dar a vocês a noção da diferença entre os tons.

  • Franja: O cabelo era castanho escuro e natural (virgem).
  • Comprimento: Ficou preto, porque a tinta não faz nada com preto azulado.
  • Mexas no comprimento: Descolorido até atingir o tom de laranja e tingido.

Por mais que isso tenha sido um acidente, para fazer o mesmo em um cabelo natural é simples: Tingir somente a raiz do fio. Uns 10 a 15 cm e deixar o comprimento do fio da cor natural 🙂

Que acharam do cabelo? Fariam igual? Respondam lá nos comentários!

UPDATE COM MAIS FOTOS!

Decidi tirar mais algumas fotos após duas lavagens, então lá vão elas!

Daqui um tempo irei falar sobre produtos que utilizo pra manter a cor viva no cabelo.

Até breve! o/